Se você tem cicatrizes de acne, sabe como é chato. Com o tempo, obviamente, elas deixam de incomodar como talvez incomodassem quando você era mais jovem. Hoje em dia são tantos os recursos que permitem suavizar as lembranças que as espinhas deixaram em sua vida que, mesmo não me incomodando mais tanto com estas cicatrizes, resolvi tentar diversas técnicas de uns anos pra cá.

A intenção deste blog é a de partilhar. Talvez você tenha problemas similares e se beneficie de algumas coisas que lerá aqui. Além disso, tem outro lance: em geral, as pessoas escondem que fizeram alterações estéticas. Eu não escondo. Saio contando pra todo mundo que é próximo a mim. Não tenho vergonha, não. Vergonha a gente tem que ter é de não cuidar de si.

Mas você pode perguntar: E POR QUE VOCÊ ESTÁ ANÔNIMO? Numa boa, quem me conhece ao vivo sabe que eu conto, detalho tudo o que a pessoa quiser saber sobre o assunto e que esteja ao meu alcance, na qualidade de paciente que entende um pouquinho do riscado. Mas uma coisa que eu não quero é que pessoas desconhecidas fiquem me procurando no facebook e no orkut, a fim de me adicionar. Além disso, importa menos quem sou eu, e mais quais são meus resultados. Talvez você seja um bom detetive (ou um de meus amigos seja fofoqueiro) e você consiga descobrir quem sou eu. Não tem a menor importância. Mas eu só respondo e comento coisas sobre este assunto neste blog. Então nem adianta me adicionar no orkut ou no facebook, pois eu só aceito quem eu conheço.

Então, vamos lá:

Quando eu era criança, minha pele era tão lisa e clara que parecia uma porcelana. A imagem é meio afrescalhada, mas é a mais pura verdade. Um dia, uma amiga de minha mãe comentou que eu tinha a pele mais linda que ela já tinha visto. No outro dia, apareceu uma espinha imensa na minha cara. Se eu acreditasse no poder do olho grande, classificaria isso como uma prova empírica da energia vodu. Mas eu acredito mais nos hormônios e nas coincidências – e, bem, eu tinha 13 anos, era a década de 80 do século XX e naquela época as pessoas não tinham uma noção muito boa do quanto o Sol pode estragar a pele. E meus pais, evidentemente, FRITAVAM debaixo do Sol do meio-dia, achando isso lindo e expondo suas crias no processo. Em mim, o resultado foi uma produção cavalar, repetida, apocalíptica, de ACNE. E sardas nas costas. Mas das sardas eu gosto.

Hoje em dia – e já faz um bom tempo – uso filtro solar (dos bons) no rosto até dentro de casa. E na praia uso um filtro mais forte no rosto e outro mais fraco no corpo.

Hoje em dia não faltam remédios e tratamentos para a acne. Na minha época, a coisa era muito diferente. A única coisa que eu tinha à minha disposição era um SABONETE DE ENXOFRE que fedia como a fossa do quinto círculo do inferno de Dante. Se você não entendeu a comparação, sugiro que leia “A Divina Comédia”, é um clássico que não deixará você com a pele sedosa, mas te deixará mais culto(a).

Só que o sabonete de enxofre não adiantava muito. O resultado é que eu fiquei com várias cicatrizes de acne. Já vi pessoas com peles mais marcadas do que a minha. E, por volta dos 29 anos, comecei a usar cremes de ácido glicólico e retinóico, além de hidroquinona, e tudo isso deixou a minha pele muito melhor. Melhor a olhos vistos, eu diria. As pessoas não tinham como não notar a diferença.

Mas cremes não fazem milagres. E, a propósito, eu não creio em milagres. Estou ciente (e é bom você estar também) que procedimentos cirúrgicos não são magia. É muito difícil que um procedimento mais agressivo de cirurgia plástica remova TODAS as cicatrizes de acne. Talvez você precise de dois, três, quatro. Eu certamente precisarei de mais de um. Acho bom deixar isso claro, pois vejo gente ficando desapontada por ter expectativas irreais. Mas veja: pode até ser que seu caso (ou o meu) envolva uma melhoria tão espetacular que pareça milagre. Isso não é impossível. Só não fique esperando por isso. Tem gente que diz que “é preciso ter esperança, sempre”, ou que é bom rezar. Bem, eu não acho que a esperança modifique cicatrizes de acne. A esperança não debela a fome na África, o que dizer de cicatrizes! Sobre rezas, elas devem fazer bem a quem as pratica, mas duvido que sejam eficazes numa cicatriz de acne. Todavia, boa disposição de espírito é fundamental.

Falando em boa disposição de espírito, deixa eu contar um segredo: existe vantagem em ter a pele oleosa. Você envelhece mais devagar. Além disso, se você teve acne e vive tratando de sua pele (e tem, é claro, dinheiro pra isso), é altamente provável que – a despeito de algumas cicatrizes – você tenha a aparência mais jovem do que outras pessoas de pele normal. Tá ok, eu preferia ter a pele normal, mas não sei se eu cuidaria TANTO da minha pele quanto se eu NÃO tivesse tido cicatrizes. Não repare, eu sempre tento ver o lado bom das coisas (muito embora isso não me cegue pros fatos).

Bem vindo(a) então, e fique à vontade para comentar ou perguntar o que quiser. Eu posso demorar pra responder, mas respondo. Até mais!

Anúncios